19/01/2009

Rádio e jornalismo por eles mesmos

A última semana serviu para os alunos das oficinas de rádio e jornalismo experimentarem o papel de educadores. Exatamente! Ao invés de ouvir, ouvir e ouvir, eles deram o ritmo da aula. A ideia foi simples: pessoal do rádio explicou sobre a oficina para a turma do jornalismo e vice-versa. Fácil, né? E o resultado foi um verdadeiro manual jovem de comunicação.

A magia do Rádio
Por Guilherme, Dani Loronha e Adriano
Vamos partir do princípio, como uma verdadeira equipe de radialistas: a REUNIÃO DE PAUTA. Sabe pra que serve? Nesse encontro, os profissionais discutem tudo o que será divulgado e o que é destaque na região e no mundo de informações.

Depois do debate, os repórteres recebem suas PAUTAS, que são as "receitas do bolo" na hora de produzir um conteúdo informativo. E na hora de ler? Aí rola o que chamamos de LAUDA, uma folha que contem todas as informações que o locutor (ou repórter) e o pessoal da técnica (como operador de mesa) precisam para realizar seus trabalhos. Essa lauda é dividida em basicamente três setores: um contem a retranca da matéria, o tempo, data, nome do locutor entre outras. Depois, seguem duas colunas. Na esquerda, tudo o que o operador da mesa de som precisa. Na direita, o texto que será lido no ar.

E no decorrer a produção, fazemos as CHAMADAS (são os destaque do que virá a seguir), ENTREVISTA (fazemos ao vivo no estúdio, ao vivo da rua, gravada ou por telefone), separamos as NOTICIAS QUENTES (mais importantes) das NOTICIAS FRIAS (menos relevantes ou atemporais), os SPOTS (Anúncios produzidos pela rádio para divulgação de algum evento)e os JINGLES (comerciais e chamadas criadas com música).

Durante a oficina, uma das visitas mais especiais par ao grupo foi a da rádio em Heliópolis, zona sul de São Paulo.


Jornalismo é...
Por Eric, Dayana, Jéssica e Ysadora
Produzimos 3 FANZINES desde março de 2008 e assistimos, no total, a sete DOCUMENTÁRIOS sobre a profissão. Fizemos uma campanha chamada "ABRAÇO GRÁTIS" e o nome ainda percorre famoso pelas ruas da região do Campo Limpo.
Em algumas vezes, produzimos MATÉRIAS sobre o MST e também das comemorações dos 40 anos de projeto Arrastão. Ah é, até matéria em cima da música "Faroeste Caboclo" (Renato Russo) nós fizemos.
Tivemos acesso a diversas FACES DO JORNALISMO e de sua ideologia. Um vídeo especial sobre drogas e música e visitamos um PROGRAMA DE TV chamado "Manos e Minas", da TV Cultura.
Fizemos um PASSEIO NA PAULISTA. Aqui na nossa turma, prevalece o que chamamos de RODA DA VERDADE, que é quando conversamos para discutir o que está dando de errado ou pode ser melhorado no desenvolvimento da oficina.
O JORNALISTA é um profissional que passa uma informação. Pra isso, ele pode trabalhar em várias EDITORIAS, como: Esporte, Moda, Música, Notícias, Fofoca, Humor etc. Além disso, pode atuar em várias MÍDIAS: TV, Internet, rádio, jornal e revistas.
Postar um comentário