31/07/2009

Nada como ter histórias pra contar!

Uma coisa super chata, é quando as pessoas começam contar experiências doidas, como ciladas nas viagens e tals. Você fica com vontade de ter vivido algo parecido só pra poder contar uma história e fazer os seus amigos rir com você, até porque tem coisas que acontecem com a gente, que na hora é triste e apavorante, mas depois você cai na risada.
Eu tenho uma pra contar!

Todas as férias, ou sempre que tenho um dinheirinho, vou visitar minha melhor amiga no interior de São Paulo para matar a saudade.

Nessas férias de julho, que foram prolongadas, não foi diferente. Na sexta-feira passada eu fui pra lá.
Nada como sentir a presença de um amigo, né? Colocamos o papo em dia, matamos a saudade, batemos perna e tudo mais.

Minha viagem de volta estava marcada para terça-feira, às 10 da manhã. Minha amiga queria que eu ficasse mais tempo por lá, mais precisamente uma semana, mas não dava. Na terça, acordamos ás 8h40. Tecnicamente, em tempo de nos arrumar e irmos para a rodoviária da cidade.

No meio do caminho, na verdade, nem no meio do caminho estávamos, eu olhei no relógio e já faltavam 15 minutos para às 10h. Puts! Fiquei super nervosa e minha amiga, para ajudar, começou a dar uma risada bem debochada (eu dei um cascudo nela). Ela não iria me acompanhar até á rodoviária, pois ainda iria trabalhar (ela trabalha num salão de beleza) então, em frente à pensão que ela mora, nos despedimos com abraços e lágrimas (:P), . E continuei a caminhada, já muito nervosa, com a irmã dela.

Quando estou chegando na rodoviária, o que é que eu vejo? Aha! Claaaro! O busão saindo em direção a São Paulo!

Fui logo perguntar para um funcionário da rodoviária o que eu podia fazer. Eu perderia minha passagem, sem devolução de dinheiro. Eu estava sem dinheiro, então não teria como comprar outra passagem.

Pedi a um taxísta que estava por lá, que tentasse alcançar o ônibus comigo, e avisei que NÃO TINHA DINHEIRO!

Uau! Alcançamos o ônibus, e em meio a estrada, lá estava eu, pendurada na janela do carro pedindo que o ônibus parasse.

Quando o táxi está encostando, o motorista me diz: "Deu quinze reais!". Eu lembrei: "Mas senhor, eu disse que não tinha dinheiro!".

Eu dei os únicos 2 reais e algumas moedas a ele que me perguntou o que podia fazer com 2 reais. Eu só podia pedir desculpas e correr para o ônibus.

Minha poltrona, a 17, bem na janela, claro, estava ocupada. Tive que atravessar todo o ônibus, com as pessoas me olhando, em direção ao únicos lugar que restava lááááá no fundo!
Dormi até chegar na Rodoviária Tietê, onde meu príncipe me aguardava.
Queria meeeesmo pagar o taxísta, mas nem o nome dele lembrei de perguntar.
Detalhe: toda essa correria eu solucionei aos prantos! (Não sou nada chorona!)

Já que as férias foram prolongadas, se tiver afim, conte alguma enrrascada que já tenha se metido.

Ósculos e Amplexos!!


Eu e o motivo de eu sempre ir pro interior
(Karol Coelho)

Primeiro Emprego

Primeiro emprego, primeira entrevista pensa que é facil?
Poís é não é tão facíl quanto parece, mas tambem não é um bicho de sete cabeças.

Segunda dia 27 de julho mudei completamente a minha rotina, meu comportamento e o que alguns acham um pouco chato... é sim a roupa, mas tudo bem eu pelo menos não tive nenhuma preocupação com isso, afinal o que mais me preocupava no momento era não conseguir alcançar minhas metas dentro da empresa.

É comum o friozinho na barriga no começo mas depois tudo volta ao seu estado, a preocupação de como os seus companheiros de trabalho vao estar te julgando e grande a tensão então nem se fala mas tudo passa .
Podem não acreditar mas os três primeiros dia que fiquei exercendo minha função tirei de letra, mas com o passar dos dias tudo aquilo foi me provando ao contrario, não que eu já estava cansada de tudo que estava fazendo, mas acabei percebendo que aquela área não tem nada a ver comigo, nada mesmo e acabei tomando uma decisão que tomou conta de uma noite inteira me fazendo pensar o que eu iria fazer, como vocs já dever ter deduzido vou direto ao assunto acabei pedindo as contas, o meu chefe concerteza ficou uma arara, mas só quiz fazer o que é melhor para mim.
Mas é assim mesmo que você acaba descobrindo do que gosta e passando por experiência, agora estou empregada mais uma vez e de cara estou embarcando em outra viagem nuca feita antes estou agora como prmotora de eventos vamos ver no que vai dar... rs

POR ERIKA PAULINO

Making off do programa Ressoar, TV Record

Lembram daquele dia que os meninos do Núcleo de Comunicação Maré Alta fizeram a transmissão ao vivo via twitter da gravação da equipe da Rede Record? Não! Bom, se tiver curiosidade, vejam aqui. Se você já viu, este vídeo é o making off completo produzido pelos jovens. Confira.



Por el Diego Viñas

30/07/2009

EXPOSIÇÃO NO ARRASTÃO

Está rolando aqui no Arrastão, mais precisamente no corredor de vidro, uma exposião super bacana.

Ela mostra diversos trabalhos feitos pelas crianças do grupo da Educação Infantil no primeiro semestre, tais como, matemática, linguagens (oral, escrita, e ates visuais), culinária infantil, educação ambiental, educação do movimento (brincadeiras, cantiga, parlendas) entre outros...


Tudo organizado e coordenado pela coordenadora KELLY e as demais educadoras. Vale a pena dar uma conferida!!!


f@b!6

Trabalhar é facil, viver que é dificil

A vida nos dá várias surpresas. Aos meus 13 anos, trabalhei de vendas de salgados num lugar chamado Embu das Artes. Ajudava a minha Mãe, mas ainda não era o suficiente, pois tinha que alcançar algo grande. Então, fui trabalhar em um bar, chamado Bar do Binho. Lá, eu ampliei meu conhecimento sobre cultura. Lá, eu conheci uma pessoa que realmente precisava de mim, e do meu trabalho.

Não contente, sentindo que me faltava algo, entrei no Projeto Arrastão pela terceira vez,para fazer Audiovisual. Hoje, trabalho e faço parte do Projeto Arrastão, onde acredito que terei fum uturo melhor... Por enquando é isso.

Até a próxima! Tá loco neném ;D


Rodrigo Leite

28/07/2009

Experiência no Trabalho

por: Patrícia Freire
Antes de começar a falar dessas duas semanas no meu trabalho, gostaria de contar algumas experiência anteriores no mercado de trabalho. (é rapidinho)
Como poucos sabem, comecei trabalhar aos 16 anos num escritório de contabilidade, minha função, estágiaria auxiliar de escrita fiscal.
Fiquei dois meses nesse emprego. Na parte prática gostava muito, pois tive a chance de aprender muito sobre leis, imposto e economia.

Mas, percebi que eu ,que sempre quis ser jornalista, não estava no lugar certo.
As pessoas, o meu chefe (prefiro nem comentar)
Ficar presa o dia todo num escritório, definitivamente, não era e não é a minha praia.

Ano passado trabalhei de novo como estagiária nas Americanas, a parte prática era horrível, muito trabalho, mas em compensação não ficava presa numa sala pequena rsrsrs
Tudo isso pra dizer que, quando sai do escritório em 2007, me senti mal, pois imaginava o mercado de trabalho um coisa oposta do que vivi dentro das empresas, nas quais trabalhei, no entanto, sair de lá me deu a chance de conhecer o Projeto Arrastão.
Nele, comecei a estudar jornalismo com o tony e conheci muitas pessoas legais. Não foi um curso como qualquer outro que ja fiz, foi louco, meio desorganizado, mas divertido.
Esse ano eu devia, sinceramente ter saído do Arrastão e procurado outro emprego para conciliar com a faculdade, mas o tony me veio com uma proposta que não pude dizer não.
A proposta??? simples: Aprender e mudar o mundo brincando.
Nas férias arrumei um free lancer(emprego temporário) e por esse motivo fiquei uma semana a mais(das férias)fora do maré.
O trabalho foi legal, mas fazer promoção de eventos é um pouco, digamos, robótico.
Mas o que posso falar desse free lancer foi que realmente gostei, ehhh ,por incrível que pareça foi muito legal, conheci pessoas novas, amigos novos em apenas duas semanas.

O sistema em que vivemos tenta nos fechar no mundo do trabalho, dos negócios, das obrigações, do dinheiro e do consumo, mas o fato é que somos humanos e não podemos ser completamente fechados, sempre abrimos brechas para o convívio social.

Passamos por muitas coisas, mas no fim, o que herdamos dessas experiências é o conhecimento que adquirimos e principalmente as amizades que fazemos.

Ah mas, quer saber mesmo a verdade? a melhor parte foi voltarrrrrrrrrrr


Tô de volta, vocês que me aturemmmmmm srsrsrsrs

27/07/2009

Maré na tela da Record!

Os meninos e meninas do Núcleo de Comunicação Maré Alta estão contudo e não estão prosa. Hoje, já no fim da tarde, eles receberam aqui no Projeto Arrastão a equipe da Rede Record para gravar uma reportagem para o programa Ressoar. Camila, aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa produtora, veio conhecer o trabalho desenvolvido pelo Projeto Arrastão dentro da área audiovisual e pegar o depoimento do Tony Marlon, coordenador do Maré Alta, a respeito da TV Positiva, do Fernando Fernandes. O quê? Você não conhece a TV Positiva? Nem o Fernando? Olha aqui ó:




E, abaixo, fotos da gravação da matéria com os meninos do Maré: Rafael, Renan, Juliana, Fábio, Day, Rodrigo e Guilherme e por aí vai. Ah, e uma grande novidade: fizemos a cobertura em tempo real de toda a gravação para o Twitter. Day e Juliana foram as encarregadas. Não é demais?! Todo mundo bem “Robert” apareceu na Tela da Record. Agora é só esperar o dia de passar. E, claro, a gente vai avisar por aqui, né?! Parabéns, meninos.

26/07/2009

Saudades da minha terra

Eae galera tudo na paz?
manooo toh morrendo de saudades de todos do maré. Vou ficar uma semana fora e voltarei logo que puder.
Não é um a menos no maré alta hein!

By Kelvin Marques

24/07/2009

Minuto da Visita com Chef Laurent Suaudeau

Ortografia, gramática, redação e...diversão!

Está dada a largada de mais um semestre com os meninos aqui do Maré Alta. Entre as diversas atividades em pauta, serei o encarregado de passar uma sensacional tarefa: oficina de Gramática, Ortografia e Redação.

Reprodução da primeira parte da apostila dos meninos

Nessa primeira aula, entre um vídeo e uma explicação, os meninos relembraram o que é FONOLOGIA. Agora, eles podem explicar pra vocês a diferença no número de letras e fonemas de uma palavra, classificar a palavra pelo número de sílaba, identificar ditongos, tritongos, hiatos e dígrafos... ufa!!!!

Deu um trabalho fazer esse caça-palavras

E pra finalizar, inventamos mais uma. Dessa vez, uma gincana. O esquema foi o seguinte: montamos 3 equipes que representam as cores do peixinho do Projeto Arrastão. Na equipe amarela ficaram Raissa, Renan e Dani. A vermelha ficou formada por Karol, Rafa e Day. Já Vitor, Negão, Kelvin e Ju representaram a cor azul.

O time vermelho achou 6 palavras. Amarelo e Azul empataram com 5 cada um

Já, já, a gente posta aqui como ficou a classificação da primeira prova da gincana gramatical do Núcleo de Comunicação Maré Alta.

Por Diego Viñas

23/07/2009

Uma entrevista ilustre!

Ae galera hoje a Juh e eu fizemos a entrevista do século, tá certo?
Nós entrevistamos a Dona Maria Rita Bueno. Tá, mas e aí? Quem ela é?
Trata-se simplesmente de uma das voluntárias pioneiras que fundou o Projeto Arrastão. Isso mesmo! Depois de quase 41 anos - que vamos completar agora dia 7 de agosto - tem muita conversa para botar em dia ainda. E muita coisa para descobrir. Nós registramos a entrevista com Dona Rita e descobrimos coisas que nem mesmo coordenadores e educadores do Projeto Arrastão deve saber. Você sabia que o Projeto Arrastão quarenta anos atras era um barracão de madeira? Isso é apenas uma das muitas coisas que a simpática senhora nos contou sobre a história do nosso Projeto Arrastão. E ainda tem muita coisa pra saber e ficar por dentro do assunto. Em breve um pequeno trecho da entrevista será postado no blog.
Não deixe de conferir! Valeu galera!

By Kelvin Marques

20/07/2009

Amigo, vamos à Lua de Google?

Sim, sim, sim! Aproveite que hoje, 20 de julho, é dia do amigo para convidar o seu super parceiro para um passeio um tanto inusitado: ir à Lua? Maluco, eu? Malucos são aqueles que pegaram um foguete nas décadas de 60 e 70 para fincar uma bandeira em solos lunares. Agora, posso ir à Lua de... Google.

Duvida? Então..."simbora" meu amigo! Afinal, se o presidente dos EUA, Barack Obama, pode falar "Yes, we can", agora a gente também pode: "Yes, we can... too... go to the moon". Mas calma! O Google - ou professor Gugão - pode traduzir.

Volta o filme...

Duvida? Então..."simbora" meu amigo! Afinal, se o presidente dos EUA, Barack Obama, pode falar "Yes, we can" (Sim, nós podemos), agora a gente também pode: "Yes, we can too... go to the moon"(Sim, nós podemos também... ir à Lua).



por el Diego Viñas

15/07/2009

13/07/2009

Foram-se 6 meses e... FORMATURA!

Dessa vez foi o pessoal da Juventude que teve, nesta última semana, mais um dia especial. Dia de formatura! Os jovens que tiveram a experiência nas oficinas de Meio Ambiente, Gastronomia, Comunicação e Empreendedorismo do Programa de Formação de Jovens aqui do Projeto Arrastão.


E claro que teve homenagem aos educadores. Eram mais de 50 jovens no auditório sob os olhares atentos dos pais dos meninos. Essa que está no microfone aí abaixo é a Karina, educadora de Empreendedorismo. Da esquerda para direita, nessa foto verde aí, está a sorridente Dayane, educadora de Comunicação; o educador de Edimari, de artes; Guilherme, de Meio Ambiente; e sim, o Hiroshi.

09/07/2009

Um Paulista no Rio

Por: Kenny Rogers



Olá pessoal de São Paulo e do nosso querido Projeto Arrastão, vim aqui pra contar um pouquinho dos meus dias aqui no Rio de Janeiro.

Quando cheguei aqui no Rio uma Van foi me buscar na rodoviária, e lá estava eu com aquela cara de turista quando chega a uma cidade desconhecida, até que isso foi bom, pois o cara bateu o olho em mim soube quem eu era, ele me disse depois que quando me viu pensou com ele “esse cara não é daqui não”, também uma pessoa que desembarca e fica parado olhando em volta só podia ser turista, essa foi a primeira lição que aprendi disfarçar bem o seu olhar e o modo de você admirar as coisas para não dar uma de turista e ser assaltado.

A segunda lição aprendi quando cheguei no hotel, fui cumprimentar os meus amigos de Geração Futura, e logo na primeira menina que eu vou dar aquele famoso beijinho no rosto eu deixo a menina no vácuo, é em São Paulo é só um beijo e aqui são dois pior que até agora ainda deixo as pessoas no vácuo.

Essa semana conheci o canal futura e os profissionais que lá trabalham, para a minha surpresa, lá não tem estúdio de gravação nada dessas coisas, o trabalho deles são todos terceirizado, eles criam a idéia, texto o programa todo em si, mas só que pagam para um produtora realizar as gravações. Ontem começamos a escolher os temas dos vídeos que iremos fazer muito legal ver a opinião das pessoas de diferentes lugares, até a inglesa (que não fala português) está participativa. A um detalhe legal, assistimos um programa do Futura que ainda não foi ao ar, fomos os primeiros a assisti-lo e demos a nossa opinião, falamos bem, mal, sugestões, fomos a cobaia. A foto do lado é o Mineiro filmando e eu dando uma de repórter no dia que conhecemos o Canal Futura

Aqui conheci dois museus bem bacanas, primeiro o Oi Futuro um museu tecnológico com vídeos, bem interativo. Conheci o Palácio do Catete, que atualmente é o Museu da República, lá conheci as dependências onde Getulio fazia suas coisas, fui no quarto dele que está preservado da forma que ficou quando ele se matou, até a arma e a bala estão lá pra todos admirarem.

Aqui no Hotel está sendo uma zoeira só, invadimos o quarto das meninas no meio da noite, acordando todo mundo, 2 horas da manhã escorregando pelo corrimão, dançado, quebrando a cortina (graças a deus conseguimos arrumar). Não tem como juntar vários jovens em um lugar e não sair se quer um pequena bagunça.

Ontem foi o marco da viagem estava eu e meus companheiros do geração futura, voltando lá do canal futura, quando passamos em frente ao palácio do catete, vimos uma movimentação, e fomos lá conferir o que estava rolando, era um lançamento de um livro, um coquetel muito bom só gente rica e tal. Na maior cara de pau o meu amigo mineiro e eu um paulista educado nos velhos costumes fomos lá e entramos na festa de penetras, fingíamos falar inglês, tirava foto e filmava só para parecer que éramos do meio deles, comemos e bebemos até dizer chega, comi salmão cru pela primeira vez na vida até que é gostoso. Ontem não nos preocupamos garantimos a janta nesta festa.



Então amigos de inicio é isso mesmo, futuramente eu volto com mais noticias e muitas novidades aguardem, pois o Rio está aí e eu estou à solta


Obs: O Repórter MSN estará no Rio.


08/07/2009

Extra! Extra! Rubens em Minissérie da TV Globo!

Rubens Oliveira, ex-aluno do Projeto Arrastão – Arrasta-Lata, Vídeo, Gastronomia, Comitê de Jovens Gestores, e que hoje integra a Cia TeatroDança Ivaldo Bertazzo, em São Paulo, fez uma participação no capítulo de ontem da Minissérie Som e Fúria, da Rede Globo. Dirigido por Fernando Meirelles, e inspirado na série canadense Slings and Arrows, que retrata os bastidores de uma companhia de teatro que interpreta obras de Shakespeare, Som e Fúria começou a ser exibida, após o Casseta & Planeta. Aqui um trecho.






E para quem não conhece, aqui uma entrevista que fizemos recentemente com o Rubens.

Thiago Vinícius fala sobre Fórum da Juventude

Por Erika Paulino

O forum da juventude é mais uma idéia criada pelo Projeto Arrastão em 2008 e o resultado foi de muito sucessos e aprovado pelos jovens que estiveram presentes .
O forum da espaço para os jovens abrir sua a mente e expor suas opiniões e debaterem sobre assuntos importantes de seus cotidianos, além de ter uma programação especial para este dia com diversas atividades para entreter a galerinha.
De muito bom gosto o evento acaba agradando a todos tanto aqueles que estiveram presentes no primeiro forum e aos que estão presenciando pela primeira vez.
Pra entendermos melhor sobre o assunto estive com thiago vinicius e ele nos detalha melhor sobre o que é o forum da juventude.
veremos a seguir o que ele tem a nos dizer.

07/07/2009

E pra você? Quem foi MICHAEL JACKSON?

Sim, sim! Aqui no Projeto Arrastão, a gente também quis saber a opinião sobre o Rei do Pop, Michael Jackson, que tem seu velório-evento, ou evento-velório, programado para esta terça-feira, dia 7 de julho.

De quebra, tem até dancinha de funcionário imitando os passos de Michael. Quem correu atrás dos depoimentos foram Guilherme de Souza e Dayane Isabela, do Núcleo de Comunicação Maré Alta.

Mais de um de Batman e...digo, Raissa e Day!

a dupla dinâmica, Raissa Mathias e Day Isabela, fizeram mais um vídeozinho sobre o Design de Perifa. Simples, feito com uma máquina fotográfica, ele registra os sentimentos dos jovens que participam das formações do projeto, que tem apoio da Associação Design Possível e do Projeto Arrastão, e patrocínio do Programa de Valorização das Iniciativas Culturais - VAI. Vejaaa!


01/07/2009

Demais! Garoto de 13 anos com Walkman

Para mim, da geração início dos anos 90, é meio inacreditável saber que um garoto de 13 anos não sabe manusear um Walkman. Lembra? Aquele tijolão cheio de botões altos, pesado, de fita cassete! E o pessoal da revista BBC fez uma boa. Recebi a notícia pelo Twitter e quero dividir com vocês na íntegra. Muuito bom!


Garoto de 13 anos analisa um Walkman
por Neto - http://updateordie.com/




Deu no Boing Boing:

A revista da BBC deu ao garoto de 13 anos Scott Campbell, um legítimo Walkman Sony para que ele utilizasse no lugar de seu player de MP3 por uma semana. Esta foi a resposta do garoto
“Levei 3 dias para descobrir que havia outro lado na fita. Este não foi o único erro ingênuo que cometi; achei que o botão de metal/normal referia-se à equalização de acordo com o gênero da música e mais tarde descobri que na verdade tem a ver com o tipo de fita cassete que estou utilizando. Uma coisa que senti falta foi o shuffle do iPod, para escolher uma música randômica. Realmente o Walkman fica devendo essa. Mas eu consegui improvisar apertando o rewind por algum tem e soltando ao acaso. Funciona, mas é trabalhoso. Quando contei para meu pai a minha invenção, sua resposta mostra uma diferença fundamental com os players de hoje, sem partes móveis. Em suas palavras, “walkman come fitas”. Ou seja, ao clicar um monte de vezes para simular o shuffle eu poderia ter arruinado minha fita preferida, me deixando sem música o resto do dia.“

Férias de Inverno aí gente!






É, as férias de Julho estão chegando e todo mundo querendo viajar. É realmente uma pena que as férias de Julho não sejam tão longas como as de Dezembro.

Mas mesmo assim as pessoas estão querendo sair de São Paulo, viajar com a família, porque seja inverno ou verão as pessoas que moram em São Paulo não aquentam mais ficar aqui, algumas querendo ir ver a família, os amigos, e uma praia ou um campo de vez enquanto não faz mal a ninguém.

Então nós do Núcleo de Comunicação Maré Alta resolvemos sair às ruas para perguntar às pessoas o que elas pretendem fazer nessas férias. E foi impressionante:

41% das pessoas estão querendo viajar.
21% Só pensam em descansar.
31% Tadinhos, não terão férias.
e apenas 1 pessoa está indecisa no que vai fazer nessas férias.

Mas também tem aquelas pessoas que vão ficar em casa porque a "grana" está muito curta, e não querem ou não podem gastar. No total entrevistamos 20 pessoas, de dentro do Arrastão e na região do Campo Limpo.





Por: Dayane Isabela