02/09/2010

Os problemas do Córrego Pirajuçara O que fazer para melhorar?



Há mais de 25 anos, o córrego Pirajuçara que era

Limpo e visitado, vem sendo degradado





Nasce no município de Embu das Artes, passando por Taboão da Serra que através do Córrego Pirajuçara faz limite com o bairro do Capão Redondo no Distrito do Campo Limpo, desaguando em São Paulo, no rio Pinheiros, junto à Cidade Universitária.

O córrego Pirajuçara que há mais de 25 anos era um córrego limpo, usado pela população para lavar as suas roupas, tomar banho e pescar, segundo conta a antiga moradora Maria Aparecida Nunes “inclusive era uma fonte de renda para os pescadores que faziam suas pescas no córrego para sustentar suas famílias” revela.

Atualmente o Córrego se encontra numa situação crítica, principalmente pelas enchentes que vem dos lixos da população e de muitas indústrias típica da cidade de São Paulo.

Essas enchentes causam grandes prejuízos materiais e a saúde com muitas doenças para os moradores próximos ao córrego.

De acordo com Sr. João comerciante há nove anos da região, “ o rio há anos não é limpo pela prefeitura” e protesta “o rio está nesta situação pela junção da culpa da população e dos políticos que não tomam nenhuma atitude”.

Já o morador Sr. Erineu diz que sua esposa procurou há mais de um ano a prefeitura sem grande sucesso, informa ainda que toda vez que chove mais forte é uma preocupação.

Segundo informação de antigos moradores a situação já foi pior durante a década de 90 com enchentes freqüentes na região.

A solução para a canalização do rio ainda está longe de acontecer conforme a opinião de Maria Aparecida Nunes “pois é uma iniciativa dos prefeitos de São Paulo e de Taboão da Serra”.


Aline Rosa.

Postar um comentário